Corporação

Business start-up e serviços de proteção de ativos pessoais.

Seja incorporado

Corporação

Uma corporação é uma entidade legal que é criada como uma entidade separada de seus proprietários por meio do arquivamento da documentação apropriada com o estado no qual a corporação deve ser formada. Essa documentação é conhecida como “Artigos de Incorporação” e é onde o termo “corporação” se origina. A criação de uma entidade comercial separada, ou separação legal entre a empresa e seus proprietários (também conhecidos como “acionistas”), serve para limitar a responsabilidade aos proprietários, capacitando a corporação com a capacidade de estabelecer crédito, adquirir ativos e entrar em compromissos contratuais com base em seus próprios méritos. Como essas possíveis obrigações são incorridas pela corporação, e não pelos próprios proprietários, quaisquer responsabilidades que surjam como resultado da operação da corporação são de responsabilidade direta da corporação; isso serve para salvaguardar os bens pessoais do acionista ou dos diretores da corporação. Esta responsabilidade limitada está entre as principais razões que os proprietários optam por incorporar, uma vez que serve para limitar severamente a responsabilidade pessoal e o risco de bens pessoais por parte dos proprietários.

Outras razões importantes pelas quais as corporações são formadas são devido a certos benefícios fiscais, remuneração e benefícios salariais, para aumentar a credibilidade da empresa com potenciais investidores, e de uma maneira muito relacionada, para atrair investidores. Como os investidores em potencial sabem que sua responsabilidade e exposição geralmente são limitadas ao valor de seu investimento, investir em uma empresa pode ser muito menos arriscado do que investir diretamente em outro tipo de empreendimento.

Uma vez que a decisão de formar uma corporação é alcançada, existem outras medidas importantes e necessárias a serem tomadas para garantir que os objetivos de uma corporação saudável e a responsabilidade pessoal minimizada para com seus proprietários sejam alcançados. O principal deles é a observância das formalidades corporativas. Você pode pesquisar neste site uma explicação mais completa e detalhada dessas formalidades, mas em resumo, essas são as “regras de operação” básicas necessárias para garantir que a corporação mantenha seu status de entidade legal separada e seja tratada como tais por outras entidades (privadas e governamentais). Essas formalidades envolvem a nomeação de um Agente Registrado, a nomeação de cargos de diretoria dentro da corporação, a eleição de um Conselho de Administração, a manutenção da documentação corporativa adequada, a realização de reuniões anuais importantes, etc.

Embora o pedido de status corporativo não seja uma tarefa complicada, deve-se tomar cuidado para que as medidas e os passos apropriados, incluindo a busca e a aceitação de bons conselhos, sejam tomados ao estabelecer uma corporação. A incorporação pode ser o melhor passo legal a tomar quando se pretende levar o seu negócio para o próximo nível.

Vantagens de uma corporação

  • Responsabilidade Limitada para Acionistas
  • Certos Benefícios Fiscais
  • Prestígio para os executivos de negócios e corporativos
  • Credibilidade
  • Capacidade de levantar capital e atrair investidores

Uma grande desvantagem da corporação tradicional é o temido dilema da “dupla tributação”. Uma Corporação C tradicional paga impostos sobre todas as receitas (comerciais) corporativas, e uma vez feita a distribuição aos acionistas, os acionistas individuais pagam imposto de renda novamente sobre essas distribuições (ou dividendos). Uma forma de evitar o dilema da dupla tributação é estabelecer a corporação como uma entidade “pass through” como uma sociedade em que todos os lucros corporativos passam para os acionistas individuais e eles são responsáveis ​​pela carga tributária. Uma corporação que fez a eleição ser tratada dessa maneira (fazendo os registros apropriados e atendendo aos requisitos) é conhecida como “S Corporation”.

Desvantagens de uma corporação C

  • Armadilha de dupla tributação (pode ser evitada com contabilidade adequada)
  • Maior burocracia
  • Necessidade de exercer as formalidades corporativas

A incorporação é um dos primeiros passos legais para levar o seu empreendimento para o próximo nível e importante, se o aumento do capital é necessário. Um investidor experiente analisaria o modelo e a posição do negócio e veria o “inc.” Após o seu negócio como um sinal de que o negócio é um empreendimento sério e digno de seu investimento. Este é um passo crítico para que os investidores se sintam confortáveis ​​e considerem seriamente o investimento de capital na sua empresa!